TRANSCENDÊNCIA.

Minha foto
Meu nome completo é Ivone Henriques Sato, sou casada e feliz por ter encontrado o amor em minha Vida com "V" MAIÚSCULO,como costumo dizer e escrever, aqui deixo meus pareceres sobre a Vida, minha linda e amada Vida que ganhei de presente. Sim, de presente, viver é mesmo um lindo presente, portanto agradeço imensamente, principalmente aos meus familiares queridos, meu casal de filhos, casados, felizes, meus netos amados, dois lindos casais, hoje estão ficando adolescentes, eu, ah, sou uma sexagenária feliz da vida!!!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Felizes dias carnavalescos, quase faço aniversário no carnaval, 1º de Março, vai cair na quarta -feira de cinzas!

“Aprender a não levar a vida tão a sério é um dos maiores presentes que você pode se dar e compartilhar com os outros. Quando conseguir, você não se preocupará mais com as pequenas coisas ─ nem com as grandes.” Richard Carlson
Hoje é um dia para praticar a alegria, a saudável, aquela em que se pode recordar com saudade! Lembranças boas de velhos carnavais, mas saudosismo não nos leva a lugar nenhum, então vamos curtir o que há de bom por aí!
As escolas de samba fazem de tudo, aqui em Sampa, para alegrar os paulistanos e paulistas e muitos dos que vêm de fora para nos dar a alegria de os receber!
Sou paulistana paulista, pois nasci na Capital, cujo nome é o mesmo do Estado, minha linda São Paulo.
Minha mãe me contava muitas coisas quando eu era criança, tínhamos bom diálogo, ou melhor, eu perguntava e ela respondia com alegria, me dizia que eu nasci no dia do carnaval, foi muito lindo para ela, pois naquele tempo, 1949, precisamente dia primeiro de Março, (com "M", pois para mim é um mês importante, eu nasci), fui muito esperada, ela tentou engravidar por três anos depois de casada, meu pai não queria filhos, olhe só como devia ter sido, ela disse que quando eu nasci ele ficou feliz, foi um bom pai, lindo, amado, querido!
Depois de um ano, ela engravidou do meu irmão, meu único irmão, olhe só que ironia, ele nasceu no mesmo dia, em anos diferentes é claro, foi meu presente de dois anos de idade, portanto fazemos aniversário juntos, não é motivo grande para eu estar sempre feliz?Ele é meu melhor amigo, meu irmão muito querido e amado!
Nossa, divaguei muito por aqui, quando vi já estava escrito e deixo, sim, deixo para que pessoas possam entender o que é alegria de viver!
Não sou esnobe, não sou de falar de mim para exaltar coisas que não seja importante, tampouco deixo de dizer que viver é o maior dom que se pode ter, assim aqui deixo sempre algo para que pessoas possam viver bem assim, com alegria na vida que nos foi dada e se existimos é por sermos muito importantes, só por isso vibro a cada momento!
Feliz carnaval para todos nós, brasileiros que precisam se alegrar para as dores esquecer!
Feliz dia de alegria, mas alegria saudável, mesmo em casa vendo pela TV se pode se alegrar, criatividade não falta, todos juntos em harmonia e alegria!

Ivone

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Dentro da Vida!

"Desenvolver-se significa mover-se
a cada momento mais profundamente
no princípio da vida;
significa afastar-se da morte-
-não ir na direção da morte.
Quanto mais profundo 
você vai para dentro da vida,
mais entende a imortalidade dentro de você.
Você está se afastando da morte:
Chega a um momento 
em que você pode ver 
que a morte não é nada,
apenas um trocar de roupas
ou trocar de casas,
trocar de formas-
-nada morre, nada pode morrer.
A morte é a maior ilusão
que existe."
Osho 

Estou e sempre estarei
Dentro da Vida!
Nada me tira do meu centro,
pois foi esse o trato feito,
escolhi estar aqui,
estou aqui porque escolhi!
Amo esse meu conceito,
por isso não tenho preconceito,
não julgo e não penso
no que vão pensar de mim!
Quando algo não está bom, digo,
não espero que adivinhem,
quando quero de verdade, 
busco, sem nenhuma 
expectativa no outro,
cada qual tem sua vida!
Vida, 
ah, a Vida sabe nos guiar!
Acredito 
na minha 
que é com "V"
como gosto de escrever!

Ivone

Vitórias e derrotas!

Nada na vida dura para sempre, tanto as vitórias quanto as derrotas, mas tudo isso faz parte de nossa vida terrena, nossa experiência por aqui, pois somente com experimentos que aprendemos. 
As experiencias alheias podem até nos ensinar, mas nada como viver, sentir, fazer acontecer mesmo com o risco de perder, embora queiramos sempre ganhar, mas muitas vezes as perdas servem como investimento, sim, investimos e nem sempre sabemos se teremos de volta todo o risco dessa façanha!
Mas convenhamos, nada melhor do que arriscar, pois são nessas "aventuras" que sentimos o quanto somos capazes,(capazes de sofrer derrotas e de sustentar um sucesso), sustentar o sucesso é muito caro, muito arriscado também! 
Aprendi no decorrer de minha vida a aceitar o que não dá para mudar, deixar ir quem tiver de ir, não sou de temperamento nostálgico, acho que por isso não sofro muito, não sofri de menopausa, não sofri de "ninho vazio"(quando os filhos casam e vão embora, deixam seus quartos vazios). 
Não sou mais a mamãe, mas a amiga que dá o colo quando precisarem, deixei que vivessem e que vivam as vidas deles, sou flexível, muito flexível, assim envergo, mas não quebro, estar só nem sempre é ser só! 
Nunca sou só, mesmo porque tenho o meu amado marido que me é de grande valia nos momentos difíceis, começamos a vida só nós dois e terminaremos assim, nós dois, ele tem mais dificuldade de aceitar essa realidade, mas tem eu do lado dele sempre dizendo que é assim, que a vida é assim! 
O tempo, ah, esse que é o que sempre nos alerta para aprender a desprender, pois um dia quando daqui tivermos de "partir", encontraremos "lá" a nossa essência fortalecida para novas investidas!
Nada muda muito, quando morrermos e tivermos a consciência do fato, as coisas continuam, não nos afastamos muito da vida na terra para não perder o fio da meada, tampouco se muda de temperamento, pois isso é a individualidade eterna.
Assim creio, mas se não for assim, se a vida acaba em um túmulo ou em cinzas, não importa, pois a experiência vivida aqui  é sempre bem valida! 

Ivone

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Viva e deixe viver!

Temos a vaidade de acharmos que somos muito importantes nas vidas das pessoas que amamos ou mesmo nas vidas das que estão seguindo ao nosso lado, marido, filhos, seja no trabalho, na escola, enfim...
Às vezes digo que não sou nada e nem ninguém, sou eu mesma e de bem comigo.
Algumas vezes temos de ter esse discernimento, nós não somos tão importantes nas vidas das pessoas, elas seguirão as vidas delas mesmo sem nós, isso é perder a ilusão, pois não é nada bom viver de ilusão!
Quando os filhos nascem são as glórias de nossas vidas, pois eles, indefesos precisam de nós, dos nossos cuidados, nos dão imensa alegria, mas crescem, vão embora, por muitos motivos, casam, viajam para outros países, ou até vão morar por lá, temos de deixar ir, soltar, desprender!
Muitas pessoas acham chocante esse meu modo de ser e viver, deixo ir, deixo viver, deixo partir, deixo morrer, é, deixar morrer os que assim decidirem, pois até a morte é decisão, muitos morrem aos poucos outros não!
Não ter a ilusão de que somos o centro das atenções, eu nunca tive, tenho filhos que me amam, mas eles vivem as vidas deles, tenho marido que me ama, mas ele é livre para ser feliz longe de mim se assim o decidir.
Tenho meus netos amados que estão na adolescência, mesmo longe de mim fisicamente os sinto bem perto, dentro do meu coração, vibro com cada boa investida que eles dão na vida!
Ah, quem dera eu pudesse passar as verdadeiras sensações que me dão alento e liberdade de ser eu mesma e ser feliz, pois só assim é que posso colaborar para que as pessoas possam me amar!
Viva e deixe viver!
Eu vivo, deixo viver, amo e sou amada pra valer, sem vaidade, sinto o amor dos que fazem parte de minha vida!
Essa certeza me dá a força para poder querer sempre escrever aqui meus pareceres, sem me impor, sem cobrança, sem estar o tempo todo ansiosa para ver como irão me responder, pois as respostas da minha vida estão em mim, dentro de mim!
Mas nem imaginam quanto fico feliz em tê-los como leitores e amigos, vocês todos que me visitam, me leem, me elogiam e até podem me criticar que é muito bom dar essa liberdade e não me sentir ofendida se há diferenças no modo de cada um entender a vida.

Ivone.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Tudo é energia, eis o que entendo ao senti-las, energias boas ou ruins!

A luta entre o bem e o mal não faz mais sentido algum, entendo que estamos em um tempo de reflexões sérias sobre a nossa situação, nossa posição diante da vida no universo, pois não há pessoa absolutamente boa ou má, há pessoas que vivem e foram criadas em ambientes que lhes deram uma visão destorcida do que é a vida, do que é ser feliz, do que é ter que se submeter uns aos outros.
Há forças antagônicas se debatendo no infinitesimal e no infinito, é a luta entre o conhecimento e a ignorância, eis o que é hoje em dia, a ciência se debate para explicar o que ainda estão tentando comprovar, pois o certo é que, o conhecimento comprovado cientificamente promove a percepção da realidade como ela é enquanto que a ignorância encobre e distorce tudo para que não se possa ver tudo as claras, isso nem é de hoje, estamos indo por caminhos que, quando nos é mostrado o que acontece, vem algo que nem se sabe de onde e barra tudo, acho que ainda estamos engatinhado no quesito evolução, evoluir é mesmo complicado, sentir a responsabilidade sobre nós mesmos, sobre o que enviamos ao universo em forma de energias!
Tudo é energia, eis o que entendo ao senti-las, energias boas ou ruins!

Ivone.


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

“Antes do interesse pela escrita, há um outro: o interesse pela leitura. E mal vão as coisas quando só se pensa no primeiro, se antes não se consolidou o gosto pelo segundo. Sem ler ninguém escreve.” ― José Saramago

 "...Sem ler ninguém escreve." Também não sabe pensar, falar, relacionar-se, pois somente com leituras se pode isso. 
Amo ler, mas não leio de forma aleatória, escolho muito bem o que quero ler, pois ao ler aprendo, sim, a ser crítica, a ter ideias, a pensar, embora nem sempre se possa dizer e/ou escrever tudo o que se pensa. 
Amo ler bons livros, ou melhor, li ao decorrer da minha vida, muitos bons livros e também ler os jornais, pegar nas mãos, sentir o cheiro do papel, coisas assim, não porque eu ache que escrevem as verdades, mas porque escrevem e em bons meios de comunicações, os escritos são feitos de forma em que relatam os fatos e os leitores tiram as suas próprias conclusões. 
Voltando ao título desse texto/prosa. José Saramago tinha um jeito peculiar de escrever, usava pontuação de forma não convencional, eu li alguns livros dele e gostei, pois a clareza de ideias é tudo de bom em quem quer ter uma boa comunicação. 
Não gosto de criticar nada e nem ninguém, acho que seria inútil isso, pois cada um deve ser crítico de si mesmo. 
Aqui, nesse meu amado espaço, gosto de postar textos curtos, mas cuido para que a ideia possa ser debatida com os que me dão o prazer da interação, confesso que amo a todos os que aqui vêm e deixam seus pareceres, só preciso agradecer sempre pelo carinho, sempre! 

Ivone

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Histórias e Estórias.

Tenho minhas histórias, as que uso para definir quem sou, em que me tornei à medida que o tempo passou!
Ainda estou construindo minhas histórias à medida que o tempo passa, isso é bom e legítimo, me dá a alegria de constatar que o que aprendi me trouxe até aqui, agradeço imensamente, pois fiz tudo de forma consciente, se errei e cai, me levantei e estou aqui, sem apegos, sem escravizar e nem ser escravizada, amo e sou amada, dou e recebo, vivo sem mágoas!
A outra parte de minha Vida está no futuro esperado, muito mais da metade já foi passado, a essa parte que me resta dou o nome de estória, não será tratada como algo para resolver minhas angústias passadas, essas são esquecidas, só ficam as que me darão anseios ao meu coração, o futuro ainda não é, mas se eu me envolver com emoções e ilusões, ficam como os mitos, as mitologias, que pra mim são lindas magias, mas apenas para entretenimento, para fazer a vida florir, embora ao se viver essas emoções em expectativas futuras nos traga, a mim traz, um momento de paz, de consciência, de vivência!
Tenho Histórias e Estórias, ambas as formas bem valorizadas, o tempo, ah, esse é um rio que tem pelo menos dois fluxos, um que me empurra do passado ao futuro e outro que, vindo do futuro, reinventa meu passado!

Ivone

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Bem ditas e bem escritas!

Quando usamos palavras escritas ou faladas, não importa, temos de ter o discernimento para usá-las ou dizê-las com cuidado e pensando exatamente no que queremos dizer. 
A realidade da Vida nem sempre é bem mostrada através de comunicações verbais ou escritas, pois há o "sexto sentido" que capta até pensamentos ocultos. 
Boa comunicação depende de educação, isso é certo, precisamos aprender a ler, a escrever, a pensar, a saber diferenciar o que é para ser dito e ali colocar nossa forma de pensar e de ser. 
Sentimento é a única coisa que não se pode esconder, sentimos e pronto, "mais vale um sentimento puro, que centenas de manifestações exteriores", portanto viver é mesmo arte, temos de ter força e coragem para aprender a viver. 
Sempre digo a mim mesma: -sou capaz, posso, quero, decido minha Vida, sempre sei que aprender é o que nos faz seguir em frente e aí acredito que vencerei todas as barreiras e o mais importante de tudo o que aprendi até aqui foi o fato de eu viver a agradecer, sim, agradecer é uma sensação de estar contente, estou sempre contente! 
Bem ditas e bem escritas, é isso, ser simples e dizer exatamente o que se "quer dizer", até os "nãos" da vida se pode dizer em palavras de forma que seja até aceito, pois é melhor um "não" às claras do que um "não" usando desculpas, que essas sim, as desculpas, são as que ofendem de verdade, por exemplo, "não posso isso ou aquilo porque estou doente", melhor dizer "porque não quero". Pense nisso? 

Ivone